Viagens de trem pelo Brasil

Muitos clientes nos perguntam se é possível viajar de trem pelo Brasil. A resposta é sim, mas não vá pensando que as distancias são grandes, pois, em sua maioria, os trens percorrem pequenas distancias e fazem o turista voltar no tempo. Abaixo listamos algumas alternativas para você conhecer e se programar. Seu agente de viagens poderá te dar mais informações.

Curitiba a Morretes (Paraná)

Esse trajeto já foi tema no nosso Instagram (https://url.gratis/6SptU) e é um roteiro bem gostoso de fazer. A viagem dura cerca de 3 horas e é cheia de atrações. Você irá passar dentro da Serra do Mar e terá contato com partes preservadas da Mata Atlântica. A locomotiva está ativa desde a construção da ferrovia para exportação de erva-mate e madeira, em 1885. Chegando em Morretes você ainda poderá provar o que há de melhor na culinária paranaense como, por exemplo, o barreado.

Tiradentes a São João Del Rei (Minas Gerais)

Nesse passeio você irá passar por rios, serras e paisagens encantadoras. Se conhecer Tiradentes já um passeio que vale a pena, a cereja do bolo é entrar na Maria Fumaça e percorrer esse trecho que leva até São João Del Rei. Ao todo são 12 quilômetros da antiga Estrada de Ferro Oeste de Minas, inaugurada em 1881. Durante o passeio você passará por fazendas e sítios e ainda poderá admirar o paredão da Serra de São José. Chegando em São João Del Re passeie pela cidade e curta a arquitetura colonial e igrejas barrocas.

Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa (Rio Grande do Sul)

Aqui você terá duas horas de diversão! O Trem do Vinho conta com grupo de folclore que percorre o vagão durante o passeio fazendo apresentações de dança e cantos. A região é conhecida por seus vinhos, queijos e outras iguarias que deixam o turista com água na boca. Ah, não se preocupe porque você poderá degustar alguns vinhos no caminho. Há uma parada em Garibaldi que também servirá para degustação. Temos certeza de que você vai gostar!

São Paulo a Paranapiacaba (São Paulo)

Um dos trajetos mais urbanos dessa lista, o Expresso Turístico da Companhia Paulista de Trens Metropolitano (CPTM) leva você até Paranapiacaba. O local é uma charmosa vila localizada na cidade de Santo André. Com uma arquitetura inglesa, a região testemunhou uma importante fase de expansão da tecnologia ferroviária no Brasil durante o século XIX. Realizado aos domingos, o trajeto é feito a bordo de uma composição formada por dois carros de aço inoxidável fabricados no Brasil na década de 1950 e tracionados por uma locomotiva da mesma época. O percurso tem 48 quilômetros e leva uma hora e meia para ser percorrido. Os destaques são as estações Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, tombadas recentemente pelo patrimônio histórico de São Paulo. Ambas construídas pela antiga empresa britânica São Paulo Railway.

Belo Horizonte (Minas Gerais) a Cariacica (Espírito Santo)

Trajeto mais longo do país, essa também é uma das poucas que percorre dois estados brasileiros. A Estrada de Ferro Vitoria a Minas (EFVM) liga uma série de municípios durante o percurso e é a única viagem diária de trem de passageiros em atividade no Brasil. Ao todo são 13 horas de viagem com vistas deslumbrantes da Serra do Caraça, pequenas cidades, algumas fazendas e também todo o cenário do Vale do Rio Doce. Operado pela Vale, o trem conta com lanchonete, restaurante e tem a opção de classe executiva mais confortável para longas distancias.

Campinas a Jaguariúna (São Paulo)

Motivada pela produção do café, o interior de São Paulo já teve diversas linhas ferroviárias. Um dos pouco trechos que ainda está ativo é a Maria Fumaça de Campinas que vai até a cidade de Jaguariúna. Ao todo são percorridos 45 quilômetros em uma ferrovia construída no século 19. Durante o percurso você irá ouvir a história da região e do período do café. Você passará por diversas paisagens bonitas, inclusive de preservação, fazendas do café e apreciará a vista do alto das pontes sobre os rios Atibaia e Jaguari.

Ouro Preto a Mariana (Minas Gerais)

Primeira capital de Minas Gerais, Mariana precisa ser visitada. A apenas 18 quilômetros de Ouro Preto é possível fazer o trajeto de trem. A viagem dura uma hora em uma ferrovia que foi construída em 1883 e passa por vales, túneis, cachoeiras, paredões de pedras e outros lugares incríveis. O trem é operadora pela Vale. Tanto Ouro Preto quanto Mariana têm muita história para contar. Fizemos uma postagem no blog sobre as cidades históricas de Minas Gerais. Confira: https://url.gratis/4LKZT

Campina Grande a Galante (Paraíba)

Bem-vindo à Locomotiva do Forró! Ela funciona durante os festejos juninos da região e é uma festa. São centenas de pessoas que entram no trem para dançar forró pé de serra. Em todos os vagões há um trio de forró e dança. O trajeto de ida e volta dura três horas e nos intervalos os passageiros descem em Galante e aproveitam as festas juninas da cidade.

São Luís (Maranhão) a Parauapebas (Pará)

A Estrada de Ferro Carajás liga dois estados brasileiros: Maranhão e Pará. O trajeto é longo, mas único porque você terá a oportunidade de conhecer um Brasil diferente e único. Ao todo são cerca de quinze horas de viagens em um trem com carro restaurante e outro que é uma lanchonete. Operado pela Vale, o trem conta ainda com uma composição especial para cadeirantes e tem ar-condicionado em todos os vagões.

Crédito da Imagem: Vale.com

Tem alguma dúvida? Entre em contato com a gente: contato@abtours.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: